6 nov

sinto sua falta. em mim há um vazio que não se preenche. não importa o que eu faça, onde quer que eu vá, meus olhos não sorriem mais da mesma forma. no abismo que separa a minha alma da tua só encontro saudades mergulhadas em lágrimas.

quando a noite se avizinha, trazendo o silêncio e a solidão, fecho os olhos e me sinto ao teu lado. pois tudo em mim ficou contigo, esparramado nos ventos do passado, e só resta a minha alma impregnada dos teus cuidados e carinhos.

antes não tivéssemos os caminhos cruzados. mas felicidade eu não conheceria, nem esse amor todo eu viveria, desejando-te cada vez mais, para te cuidar e fazer rir todos os dias, meus dedos leves no teu rosto, de olhos fechados com um grito de felicidade comprimido enquanto você me envolve.

a delicadeza dos teus olhos não me abandona. concentração já não conheço mais, vagueio pelas ruas procurando a tua sombra e acordo de sonhos terríveis durante a noite procurando teus braços para me acalentar.

se um dia a roda da vida te trouxer outras alegrias, não me esqueças. pois hei de perguntar se ainda me amas, se a ilusão dos meus olhos te engana,
que para sempre o teu sorriso estará guardado

dentro do meu coração.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: